Poesia Elétrica é um coletivo de arte que busca através do experimentalismo uma nova maneira de expressar a poesia. Com interpretações vigorosas apoiadas em intervenções sonoras e até mesmo projeções visuais, procura expandir a percepção sensorial e emocional do ouvinte.

O recital

No recital O homem Fragmentado, Poesia Elétrica revisita alguns renomados poetas, provocando um novo olhar sobre suas obras, logo, bardos como Baudelaire, Rimbaud, Bilac, Quintana e Manoel Bandeira, fazem companhia a Eduardo Alves, Maiakovski, Bukowski, Leminski e Chacal, mas também a Drummond, Gullar e Manoel de Barros: Incluindo uma leitura integral e inédita de O Corvo, de Edgar Allan Poe.  
O recital O Homem fragmentado é apresentado no espaço tempo de 01h e 30mts, com um pequeno intervalo e é composto por textos e canções executadas pelos integrantes do coletivo. A base sonora se complementa com ruídos, rifs de guitarra, linhas de baixo e percussão:

🎤 Integrantes: Leonardo Wennerstron, Roberto Tomé, Jô Barreto e Eduardo Pletscht 🎤

quando e onde?

Data: 30 de agosto de 2018 às 17h30

Local: Pátio Principal - Centro Universitário Celso Lisboa - unidade Engenho Novo
(Rua Vinte e Quatro de Maio, 797 - Engenho Novo)


Veja também